Logística 4.0 o que é?

O conceito 4.0 já é comum, porém em logística ainda não é tão conhecido assim. O termo 4.0 se refere a tecnologia, eficiência de processos e redução de custos.

Os desafios e benefícios dessa evolução explicaremos neste artigo! Acompanhe até o final e não perca nada.

O que é?

A indústria 4.0 é basicamente a produção em grande escala – grandes quantidades de produtos – o que significa que estoques são acumulados e há a necessidade do mercado que esses produtos sejam entregues o mais rápido possível, sem correr risco de faltar.

Essa exigência do cliente fez com que a tecnologia de produção avançasse e fabricasse mais, sendo necessário a comercialização dos produtos em um curto período. Para que esses montantes de produtos sejam entregues e atendam a necessidade dos clientes, é necessário que os processos de entrega também sejam otimizados.

A consequência disso é que as empresas passam a não serem mais dependentes de grandes centros logísticos, visando primeiramente a rapidez para atender a expectativa de seu comprador. E é exatamente aí que o temo logística 4.0 se encaixa. Uma função necessária para que as empresas de logística sejam competitivas no mercado atual.

A definição da logística 4.0 implica na evolução da logística tradicional, visando a necessidade de investimento e tecnologia para conseguir aumentar o grau de participação e entrega no mercado.

O foco desse modelo é utilizar da tecnologia como parceira durante esse crescimento, fazendo com que a contribuição da tecnologia seja o aumento da produtividade e eficiência nos processos, tornando todas as operações conectadas entre si, pois o foco é em uma logística rápida.

Fonte: e-millennium.com.br

Há benefícios?

Sim, tanto que muitas empresas aderiram de forma rápida e firme esse modelo. Conheça alguns dos benefícios:

  • Redução de perdas;
  • Melhora na análise de dados;
  • Maior foco na estratégia de negócios;
  • Redução de custos;
  • Aumento da satisfação dos clientes;
  • Prazos de entrega menores;
  • Informações atualizadas a respeito do status do pedido;
  • Diminuição de erros;
  • Preços mais competitivos.

Desafios a serem enfrentados:

O maior desses desafios está diretamente relacionado a cultura organizacional antiga dessa cadeia. Para aumentar a integração das partes desse processo, é necessário a conectividade das pessoas e estarem preparadas para mudar a forma que elas trabalham.

As empresas tradicionalistas costumam operar com altos níveis de produtos no estoque e nos centros de distribuição e isso é um dos motivos dos atrasos e perdas. Esse é um dos principais desafios da logística 4.0: eliminar esses estoques acumulados e otimizar o tempo de entrega dos produtos, de forma sincronizada com o fluxo de trabalho dos colaboradores.

Alguns pontos desafiadores que precisam ser encarados na implementação dessa gestão são:

  • alta conectividade e integração (entre equipamentos, pessoas, processos, áreas e empresas);
  • informações precisas, acessíveis e atualizadas em tempo real;
  • CDs mais inteligentes, com gestão mais moderna e conectada;
  • visão geral da cadeia de suprimentos;
  • foco na otimização.

Ah, vale lembrar que a logística 4.0 já não é mais considerada uma tendência de negócio, e sim uma realidade!

E aí, o que achou do artigo? Mande suas dúvidas e sugestões para: atendimento@gubel.com.br

Compartilhe:

Gostaria de fazer uma cotação?