Frete CIF – O que é, para que serve e quando utilizar na sua operação?

Quem conhece o setor de transportes de cargas, naturalmente fica por dentro dos termos e siglas referente a diferentes processos e etapas dessa área. Se você ainda conhece pouco e ainda se confunde, temos um post explicando cada um deles, para você nunca mais se perder. Clique aqui.

De volta ao assunto, dentre essas inúmeras expressões e siglas, existem a CIF e FOB, você já ouviu falar de algum dos dois?

Hoje abordaremos o frete CIF (cost, insurance and freight), criado para padronizar e facilitar as relações comerciais entre diferentes países. Trata-se de uma modalidade de frete na qual a responsável pela entrega é a empresa fornecedora do produto, ou seja, o custo de todo o trâmite de entrega fica por conta dela, dessa forma, é muito mais simples confiar que o transporte e entrega da encomenda chegará no devido prazo e com chance de danos reduzida.

O frete CIF é muito utilizado em negociações B2B (de empresa para empresa) e para transporte de cargas de alto valor, utilizando de diversos modos de entregas, desde marítimos, até (se for o caso) transportes rodoviários.

Embora esse seja o tipo de frete preferido entre os negociantes que utilizam esse tipo de transporte pela sua praticidade, é justamente por essas razões que esse ele tende a ser mais caro, pois a responsabilidade fica totalmente para aquele que fornece o produto.

A Gubel indica o frete CIF?

Se você comprou um produto e não quer se preocupar com a entrega, apenas recebê-la no endereço de destino, sem dúvida a opção de frete CIF é a escolha perfeita, pois como já mencionado anteriormente, a empresa vendedora é a única responsável pela entrega da carga.

Por outro lado, é necessário também olhar além da praticidade, pois incluso no valor do produto estará inserido o custo relacionado a essa responsabilidade, muitas vezes de forma intrínseca, acerca dos profissionais de fato ou pelo tempo e cuidado dedicados a isso.

Como acompanhamos o frete CIF?

O andamento e acompanhamento da entrega é um aparte importante da logística do transporte, e é fundamental para garantir que tudo ocorra bem e o produto seja entregue ao destinatário com segurança e dentro dos prazos estipulados. É de responsabilidade do fornecedor do transporte que esse acompanhamento ocorra.

A logística por trás da entrega de cargas pode ser complexa em alguns momentos, por isso é necessário contar com um bom sistema e gerenciamento. Entenda sobre Logística 4.0 e coloque em prática no seu negócio.

Separamos abaixo as principais vantagens e desvantagens dessa modalidade de frete

Vantagens:

– Responsabilidade da entrega é do fornecedor, incluindo transferências e o riscos de danos;

 – O comprador não precisa fazer nada além de receber o produto;

–  O valor total da compra é o valor final, incluindo o transporte e todos os trâmites.

Desvantagens:

– Na maioria das vezes não existe um canal direto com a empresa de transporte, pois eles serão contratados por outra empresa (fornecedora);

– Valor um pouco mais elevado do que um frete contratado pelo comprador – em vendas B2B o frete CIF pode funcionar bem, mas dependendo do produto, pode ser até melhor avaliar outras possibilidades.

De qualquer forma, o que é certo é que há pontos positivos e negativos na contratação do frete CIF, por isso é necessário avaliar os pontos importantes para você e para seu negócio. 

Compartilhe:

Gostaria de fazer uma cotação?